Rede Comper ajuda ONGs de proteção animal a arrecadar rações - ONG Abrigo dos Bichos

Rede Comper ajuda ONGs de proteção animal a arrecadar rações

parvovirose em cães
O que é Parvovirose
agosto 14, 2020
Um ano após o salvamento de cães, descaso e impunidade fazem aniversário no Caso MS 040
setembro 23, 2020

Texto por: João Humberto

Desde o dia 8 de agosto até o fim do mês a Rede Comper de Supermercados realiza ação social pet junto a seis ONGs que prestam serviços de resgate e proteção animal em Campo Grande para que possam arrecadar rações junto aos clientes, bem como outros produtos. Quem quiser fazer doações de rações, papinhas, acessórios, entre outros produtos, pode depositá-los em recipientes disponibilizados nas lojas Jardim dos Estados, Euler de Azevedo, Ypê Center, Tamandaré, Brilhante e Spipe Calarge.

Conforme Fernanda Bardauil, gerente de relacionamento do Comper, “por conta da crise que o país enfrenta diante da pandemia, as doações de rações caíram mais de 80% em diversas ONGs e por esse motivo, muitas passam por dificuldades e necessidades”. Segundo ela, equipes dos SACs (Serviços de Atendimento ao Cliente) dão suporte à campanha divulgando-a por meio de spots nas rádios das lojas, despertando a consciência dos clientes para fazerem suas doações. “As pessoas que quiserem trazer rações de outros lugares, também podem fazer isso. O importante é ajudar, porém é bom todos se atentarem para a validade e condições das rações e outros produtos”, completa.  

Segundo o publicitário Diogo Zampieri, diretor de comunicação da ONG Abrigo dos Bichos, criada em 2001, e que conta com um espaço no Hiper Center Jardim dos Estados, “há dezenove anos a ONG está na ativa, desenvolvendo ações que vão desde o resgate e tratamento desses animais até a conscientização por meio de palestras em escolas, fomentando a causa animal”. Além disso, segundo Diogo, o Abrigo dos Bichos busca mudanças e até mesmo elaboração de leis que protejam os animais e que lhes tragam benefícios.  

CASO DA MS-040 – É o nome pelo qual ficou conhecido o caso de mais de 40 cães de grande porte vendidos para caça, mas que viviam terríveis condições de debilitação a ponto de comerem fezes uns dos outros, numa fazenda localizada perto de Campo Grande, às margens da rodovia MS-040. De acordo com Diogo, o Abrigo dos Bichos recebeu diversas denúncias e por isso acionou a Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista), que junto com o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), fizeram busca e apreensão dos animais e os entregaram à ONG, que se tornou fiel depositária.  

“Acabou que os animais ainda não são da ONG, apensar de a gente cuidar deles e custear transporte, medicação, leva-los para clínicas para cirurgias, que já foram muitas. Ainda não saiu resolução quanto a isso, sendo que o mais queríamos era justamente a guarda definitiva deles, para poder doá-los de maneira correta, castrados e com aval veterinário para que eles não voltem mais para o antigo dono que os abandonava. Além deles, temos outros animais no abrigo e fora as rações, precisamos muito de dinheiro e as pessoas podem fazer isso acessando o perfil no instagram, que é o @ongabrigodosbichos. Certamente essa ação do Comper vai nos ajudar bastante nesse momento”, declara Diogo Zampieri.  

Na loja Euler de Azevedo a ONG Fiel Amigo, presidida por Laura Cristina Garcia Brito, conta com doações que serão destinadas aos mais de 250 animais, entre gatos e cães, abrigados na chácara de propriedade organização. “Trabalhamos com resgates de animais há mais de 20 anos e essa ação em parceria com o Comper é de grande valia para eles. Por isso a ONG é grata a essa oportunidade e esperamos que a ação seja um sucesso como já está sendo”, enfatiza Laura, que faz um alerta para as pessoas acessarem o instagram @fiel_amigocg e saberem como doar dinheiro também.  

No instagram da ONG Pedacinho do Céu (@pedacinhodoceucp), há um post sobre a ação do Comper, em que a organização pede doações de materiais de limpeza, rações, patês, petiscos, arroz, fubá, brinquedos, caminhas, coleiras, correntinhas, roupinhas, medicamentos, suplementos e vitaminas. Quem quiser ajudar essa ONG que cuida de mais de 100 animaizinhos desde 2017 pode fazer as doações na loja Brilhante.  

“O que mais precisamos na ONG são rações para gatos, pois as pessoas não costumam doar esse tipo de ração pelo fato de ser mais cara. Nossos gatinhos consomem 10 quilos de ração por semana e diante da pandemia, as doações só estão diminuindo”, ressalta Camila Silva, presidente da ONG Pedacinho do Céu.  

As ONGS Mapan CG (@mapancg), que abriga 106 animais; Vira-Latas (viralatasms), e Guarda Animal (@institutoguardaanimal) também estão coletando doações respectivamente nas lojas Ypê Center, Tamandaré e Spipe Calarge.  

Fotos: Divulgação 

João Humberto – 98102-4424 

Roberto Higa – 99258-7011 

(Ascom Comper CG) 

0